Michael Jackson é simplesmente o Melhor


Cantor, compositor, dançarino, produtor, empresário, arranjador vocal e filantrópico. 
Segundo a Revista Rolling Stone, Michael Jackson faturou em vida cerca de US$ 7 bilhões de dólares, e um ano após sua morte faturou cerca de US$ 1 bilhão de dólares. Jackson é frequentemente citado como "O maior ícone negro de todos os tempos", e com grande importância para a quebra de barreiras raciais, abrindo portas para a dominação da música negra na música popular, e pessoas como Oprah Winfrey e Barack Obama conseguirem o status que tem hoje em dia. 

No início dos anos 1980, tornou-se uma figura dominante na música popular e o primeiro cantor afro-americano a receber exibição constante na MTV. A popularidade de seus vídeos musicais transmitidos pela MTV, como "Beat It", "Billie Jean" e "Thriller" são creditados como a causa da transformação do videoclipe em forma de promoção musical e também de ter tornado o então novo canal famoso. 

Foi o criador de um estilo totalmente novo de dança, utilizando especialmente os pés. Com suas performances no palco e clipes, Jackson popularizou uma série de complexas técnicas de dança, como o Robot, o "The Lean" (inclinação de 45º), o famoso "Moonwalk". Seu estilo diferente e único de cantar e dançar, bem como a sonoridade de suas canções influenciaram uma série de artistas nos ramos do hip hop, pop, R&B e rock. 

Jackson também foi um notável filantropo e humanitário, doando milhões de dólares durante toda sua carreira a causas beneficentes por meio da Dangerous World Tour, compactos voltados à caridade e manutenção de 39 centros de caridades, através de sua própria fundação. No entanto, outros aspectos da sua vida pessoal, como a mudança de sua aparência, principalmente a da cor de pele devido ao vitiligo geraram controvérsia significante a ponto de prejudicar sua imagem pública. 


Michael Joseph Jackson, ou simplesmente Michael Jackson, nasceu em Gary, Indiana, EUA, no dia 29 de agosto de 1958. Michael era o sétimo de uma família de nove irmãos. Seu pai, Joseph Jackson, que fizera parte de grupos musicais sem sucesso, decidiu criar uma banda com cinco de seus filhos, The Jackson Five. Michael, que era o menor, se converteu no líder vocal e figura principal. Em 1971, Michael grava seu primeiro sucesso como solista, a canção Ben. Apesar disso, o grupo ainda continua até meados dos anos 70, quanto muda o nome para The Jacksons. 

Em 1979, decola em sua carreira como solista com o álbum Off The Wall, com o qual obtém vendas milionárias. Em 1982 teve seu auge, quando lança o álbum Thriller e se converte em recordista mundial de vendagem com mais de 50 milhões de cópias vendidas, êxito até hoje não superado por nenhum outro artista. 

No ano seguinte, gravou com Paul McCartney a música Say Say Say, repetindo um dueto que fizeram na faixa The Girl is Mine do LP Thriller. Em 1985, junto com Lionel Richie e outros artistas, lança o projeto USA for Africa, que destinou parte de sua renda para ajudar a população da Etiópia, que sofria com a fome. Em meados dos anos 80, começam a surgir os primeiros boatos sobre sua vida particular, dentre eles, o de que dormia em uma câmara hiperbárica. 


Em 1987 lança Bad, acompanhado de vários vídeo-clipes, e uma autobiografia chamada Moonwalker. O álbum seguinte, Black or White, lançado com grande aparato de mídia em 1991, e o clipe de sua faixa-título recebe inúmeros prêmios. A faixa título do álbum seguinte, Dangerous, converteu-se no single de mais rápida ascensão no ranking da revista Billboard, e seu vídeo-clipe foi o mais caro até hoje. 

Em 1993, enfrenta sua primeira acusação de pedofilia, por parte de Jordan Chandler, então um adolescente de 13 anos de idade, que acusou Jackson de molestá-lo sexualmente. A defesa de Jackson preferiu fazer um acordo em dinheiro com os pais de Chandler, porém a imagem do astro saiu irremediavelmente arranhada. 

Em 1995 lança o CD duplo History, onde o CD no 1 contém antigos sucessos. 

Em 2001, celebra seu trigésimo ano como solista com o lançamento do álbum Invincible - o mais caro em produção da história, porém com fracos (para o total de dinheiro investido) 2 milhões de CDs vendidos nos EUA e outros 5 a 6 milhões no resto do mundo. 


A polêmica envolvendo seu nome reacendeu em 2003 por causa de uma entrevista concedida em seu rancho Neverland ao jornalista britânico Martin Bashir, na qual declarou que dividia sua cama com crianças. 

Sofreu ainda acusações de ser um pai irresponsável, quando, da sacada de um quarto de hotel em Berlim, mostrou seu filho Prince a fotógrafos que o aguardavam, segurando o menino com apenas um braço. Enfrentou outro processo por alegação de abuso sexual, tendo sido preso e posteriormente liberado. Parte considerável da fortuna que acumulou está sendo gasta com advogados para defendê-lo nos processos em que é acusado de pedofilia. 

Michael Jackson era também proprietário dos direitos autorais de quase todas as músicas dos Beatles, tendo-os adquirido da falida gravadora Apple quando esta os leiloou para saldar dívidas. 

Em 25 de junho de 2009, foi noticiado que Michael Jackson sofreu uma parada cardíaca em sua casa, na vizinhança de Holmby Hills, Los Angeles. Os serviços de emergência médica socorreram o cantor em sua casa, na tentativa de reanimá-lo. Porém, como Jackson se encontrava em estado de coma profundo, ele foi levado às pressas para o Ronald Reagan UCLA Medical Center, o hospital universitário da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). 

Desde sua internação, rumores haviam se espalhado pela imprensa confirmando seu falecimento. 

Sua morte teve uma repercussão internacional instantânea, sendo motivo de preocupação por parte dos fãs em muitas partes do mundo. O site TMZ (em inglês) largou na frente confirmando a morte que teve repercussões instantâneas na blogosfera (em português) e imprensa (em português) brasileira. 

A morte foi atribuída a uma overdose de fármacos que Michael Jackson tinha tomado nas horas anteriores para dormir, e administrados pelo seu médico pessoal Dr. Conrad Murray. 

O último a ser administrado foi o anestésico Propofol, sendo que 10 minutos mais tarde o Rei do Pop estava em paragem cardio-respiratória. 

Michael Jackson faleceu aos 50 anos.

Fonte: http://memorialdafama.com/
Pesquisa, montagem de texto e fotos JF Hyppólito
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...